terça-feira, 8 de março de 2011

"Sonhei sozinha"




Enquanto "encontrávamos'Deus na natureza à porta da igreja
senti a sua não primeira estranheza
Orei, quiz que disfarçasse
Que não fosse pra mim
Ouvi-te,aconselhei-o
Queria que entendesse que nosso amor era maior
Por que estou aqui?O que faço?O que fiz?
Ah...quizera eu te responder meu amor!
Quizera eu ter as respostas para que esses estilhaços de dúvidas não atingisse o nosso amor!
Mas vejo que já foi,já atingiu!queimou...queimou a liberdade,a vontade,o gosto,a ilusão...o prazer!
O que será de nós?
As perguntas pairam...diante de São Paulo(apóstolo) "De tudo que fizeres se n tiveres amor de nada adianta"

Plantou a dúvida,está matando...descolorindo...murchando...ando...ando...sem você...Os sonhos eram só meus...